Averbamento (s. m.): Acto ou efeito de averbar; Nota lançada à margem de um título ou registo; Registo.

12
Out 10
Jornalistas e outros trabalhadores ao serviço da Agência Lusa decidiram hoje, em plenário realizado à porta da empresa, marcar uma greve para dia 24 de Novembro, coincidindo com a greve geral, como forma de repúdio pelo corte nos salários que o Governo lhes pretender impor e contra a política de gestão da empresa que tem acentuado as desigualdades entre os trabalhadores.
Na resolução aprovada no plenário, e que a seguir se transcreve na íntegra, os trabalhadores reclamam uma "inflexão na política de gestão financeira da empresa" e uma "gestão de recursos humanos que progressivamente corrija as desigualdades remuneratórias introduzidas na Lusa nos últimos quatro anos", bem como o "cumprimento rigoroso das regras laborais consagradas no Acordo de Empresa e no Código de Trabalho".

Os trabalhadores da agência Lusa, reunidos em plenário, aprovaram a seguinte Resolução

Considerando que:

1 – Entre 2000 e 2010 os aumentos acumulados da tabela salarial da Lusa totalizaram 26,5% e a inflação acumulada atingiu 31,4%, o que se traduziu numa perda real de 3,7% do poder de compra naquele período.

2 – Esta redução de poder de compra dos salários vem a par com a introdução na agência de grandes disparidades remuneratórias a partir de meados de 2006.

3 - A administração, após ter feito uma avultada distribuição de dividendos este ano e apesar de ter orçamentado para 2010 um aumento de 7,7% nos custos salariais, recusou qualquer aumento aos trabalhadores e continuou intransigente face apelo do conciliador do Ministério do Trabalho para um acordo na base de 1% de aumento nominal dos salários.

A única contenção de gastos que é visível na empresa diz respeito aos aumentos salariais.

4 – As recentes medidas anunciadas pelo governo, além de acentuarem a degradação das condições de vida que se vem verificando nos últimos anos com o aumento de impostos e congelamento de salários, representam uma ameaça acrescida para os trabalhadores da Lusa que estão confrontados com cortes nos salários, ao mesmo tempo que vêem reduzidas comparticipações sociais como o abono de família, pensões de reforma, medicamentos e outras.

Os trabalhadores da Lusa reunidos em Plenário no dia 12 de Outubro de 2010, reclamam:

1 – Uma inflexão na política de gestão financeira da empresa no sentido de uma gestão mais prudente e equilibrada, que salvaguarde a estabilidade financeira da Lusa.

2- Uma gestão de recursos humanos que progressivamente corrija as desigualdades remuneratórias introduzidas na Lusa nos últimos quatro anos.

3 – O cumprimento rigoroso das regras laborais consagradas no Acordo de Empresa e no Código de Trabalho

E decidem:

Marcar uma greve de para dia 24 de Novembro, coincidindo com a greve geral já anunciada, de repúdio pelo anunciado corte nos salários imposto pelo governo e pela política de gestão da empresa que tem acentuado as desigualdades entre os trabalhadores, assim como, outras formas de luta a definir para o mesmo dia.

Sindicato dos Jornalistas e Sindicato dos Gráficos e Imprensa.

Lisboa, 12 de Outubro 2010

 

publicado por Helder Robalo às 16:14

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

17
18
19
20
22
23

24
25
26
28
30

31


comentários recentes
Não descontassem no salário e a adesão era bem mai...
Claro que aprovaria. Isto de decidir conforme os v...
o teu blog é muito bom vem visitar o meu
Fernando,Convido-o a visitar este meu outro espaço...
Obrigado :)
Parabéns pelo destaque :)
A cultura deve ser preservada a todo o custo. Por ...
Caro Pedro, obrigado pelo aviso e pelo destaque.Ab...
Mas se ao invés de o bloqueio ser não abastecer ne...
Bom dia,O Bloco de Averbamentos está em destaque n...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
blogs SAPO