Averbamento (s. m.): Acto ou efeito de averbar; Nota lançada à margem de um título ou registo; Registo.

09
Nov 12

TODOS têm direito a manifestar o seu protesto, a sua indignação, a sua revolta.

TODOS seremos sempre poucos para lutar contra a brutalidade que se está a abater sobre os trabalhadores e o povo português.

TU que sempre trabalhaste; TU que sempre ajudaste a construir o teu país; TU que sempre te empenhaste no seu desenvolvimento; TU que nunca o abandonaste, mesmo quando a necessidade te levou para fora; TU que sempre acreditaste.

TU que hoje estás reformado; TU que hoje, por força destas políticas, estás desempregado; TU que hoje, graças a estas opções, não encontras trabalho; TU que hoje voltas a emigrar; TU que simplesmente estás solidário.

TODOS nós podemos e devemos estar juntos na indignação. Pela construção de um futuro melhor.

INICIATIVAS

DISTRITO AVEIRO

  • Aveiro Praça Melo e Freitas 15:00 Concentração
  • Ovar Junto ao Tribunal 15:30 Concentração
  • Santa Maria da Feira Frente à Câmara Municipal 15:00 Concentração
  • S. João da Madeira Praça Luis Ribeiro 15:00 Concentração

DISTRITO BEJA

  • Beja Junto da Casa da Cultura 15:00 Concentração

DISTRITO BRAGA

  • Barcelos Largo da Porta Nova 10:00 Praça da Greve
  • Famalicão Praceta Cupertino Miranda 10:00 Praça da Greve
  • Braga Praça Arcada 15:00 Concentração
  • Guimarães Estação Camionagem 15:00 Concentração

DISTRITO BRAGANÇA

  • Bragança Praça Cavaleiro Ferreira 15:30 Concentração/Distribuição

DISTRITO CASTELO BRANCO

  • Covilhã Praça do Município (Prelourinho) 16:00 Concentração
  • Castelo Branco Frente à Câmara Municipal 16:00 Concentração

DISTRITO COIMBRA

  • Coimbra Praça da República 11:00 Concentração/Desfile até á Praça 8 de Maio

DISTRITO ÉVORA

  • Évora Portas da Lagoa 14:30 Concentração/Desfile para a Praça do Geraldo

DISTRITO FARO

  • Faro Jardim Manuel Bívar 15:00 Concentração

DISTRITO GUARDA

  • Guarda Praça Luis de Camões (Praça velha) 14:30 Concentração

DISTRITO LEIRIA

  • Marinha Grande Rotunda do Vidreiro 15:30 Concentração

DISTRITO LISBOA

  • Lisboa Rossio 14:30 Concentração/Desfile

DISTRITO PORTALEGRE

  • Portalegre Rua do Comércio em Portalegre (No Largo do Alentejano) 12H00 Concentração/Comício

DISTRITO PORTO

  • Porto Praça da Liberdade 15:00 Concentração

DISTRITO SANTARÉM

  • Torres Novas Av. 8 de Julho 10:30 Concentração
  • Benavente Largo Nossa Senhora da Paz 10:30 Concentração
  • Santarém Largo Cândido dos Reis 15:00 Concentração

DISTRITO SETÚBAL

  • Almada/Seixal
  • Almada Jardim da Cova da Piedade com desfile para o Laranjeiro (Praça da Portela) 10:00 Concentração/Desfile
  • Seixal Corroios – Estrada Nacional com desfile para o Laranjeiro (Praça da Portela) 10:00 Concentração/Desfile
  • Setúbal Praça da Greve (Jardim Quebedo) 09:30 Concentração
  • Jardim Quebedo com desfile para o Largo da Misericórdia 10:30 Desfile
  • Moita em Baixa da Banheira com desfile para o Barreiro “Largo Catarina Eufémia” 14:15 Concentração/Desfile
  • Barreiro Largo da Santa com desfile para o “Largo Catarina Eufémia” 15:00 Concentração/Desfile
  • Alcácer do Sal Largo Pedro Nunes 11:00 Concentração
  • Grândola Largo Catarina Eufémia 11:00 Concentração
  • Santiago do Cacém (*) Praça do Município 15:00 Concentração
  • Sines Largo do Castelo 11:00 Concentração

DISTRITO VIANA DO CASTELO

  • Viana do Castelo Praça da República 15:00 Concentração

DISTRITO VILA REAL

  • Vila Real Largo junto do Palácio da Justiça 15:00 Concentração

DISTRITO VISEU

  • Viseu Rossio 11:30 Concentração

AÇORES

  • Angra do Heroísmo Alto das Covas 14.30 Horas Concentração
  • Ponta Delgada Portas da Cidade 14.00 Concentração/Conferencia de Imprensa
  • Horta A definir 15:00 Concentração

MADEIRA

  • Funchal Praça Central (junto à estátua Gonçalves Zarco) 11:00 Concentração

Fonte: CGTP

publicado por Helder Robalo às 23:12
Averbamentos: , ,

14
Out 11
Em comunicado divulgado na tarde de hoje, dia 14, o SJ adverte que as medidas agora anunciadas por Passos Coelho, constantes do OE para 2012, vão provocar “uma gravíssima redução do rendimento real dos trabalhadores, uma cada vez maior retracção do consumo – inclusivamente de bens essenciais – e um preocupante aprofundamento da recessão, levando à destruição de uma economia já debilitada”. Esta situação, sublinha o SJ, terá sérias consequências no sector dos media, já que “são de recear descidas mais severas na compra de publicações periódicas e nas assinaturas de serviços de televisão por cabo, com consequências graves na saúde das empresas do sector e na saúde da democracia”. 

Considerando que é “precisamente em alturas de crise que os meios de comunicação social são especialmente desafiados a demonstrar a sua utilidade e a sua contribuição para a discussão das suas causas e consequências, bem como das soluções e alternativas”, o SJ apela à "unidade da classe e exorta todos os camaradas a tomadas de posição, claras e inequívocas, contra medidas que agravam ainda mais as condições de vida de inúmeros profissionais do sector da comunicação social". 

É o seguinte o texto, na íntegra, do Comunicado do SJ: 

SJ em defesa da comunicação social em tempo de crise 

1. O Governo acaba de aprovar um novo pacote de medidas que afecta de forma muito grave os trabalhadores em geral e também os jornalistas, aprofundando a recessão e destruição da economia do país, com efeitos muito severos no sector da comunicação social pública e privada. 

2. Ao decidir a eliminação dos subsídios de férias e de Natal dos trabalhadores da Administração Pública e das empresas do sector público, o Governo toma uma medida injusta contra todos estes trabalhadores e penaliza particularmente os jornalistas e outros trabalhadores das empresas RTP e Lusa, cujos salários não são actualizados desde 2009 e que já este ano viram reduzidos os respectivos salários. 

3. Ao eliminar os subsídios de férias e de Natal dos pensionistas e ao reduzir as próprias pensões de reforma, o Governo está a penalizar fortemente largos milhares de cidadãos que trabalharam uma vida inteira e vêem agora seriamente afectado o seu rendimento, em muitos casos já muito baixo. 

4. A essas medidas, soma-se alterações nas deduções do IRS e o agravamento das taxas do IVA, do que resultará uma gravíssima redução do rendimento real dos trabalhadores, uma cada vez maior retracção do consumo – inclusivamente de bens essenciais – e um preocupante aprofundamento da recessão, levando à destruição de uma economia já debilitada. 

5. Ao permitir um aumento de 30 minutos por dia no horário de trabalho e ao "ajustar o calendário" de feriados em moldes que ainda não se conhecem, o Governo está objectivamente a contribuir para o aumento do desemprego e a degradação das condições de trabalho dos jornalistas e restantes trabalhadores dos media , entre outros sectores, já sujeitos a todo o tipo de incumprimentos nesta matéria. 

6. Se tais consequências são preocupantes do ponto de vista das condições de vida dos trabalhadores e do povo português em geral, o Sindicato dos Jornalistas alerta para as gravíssimas consequências para o sector da comunicação social – jornalistas e outros trabalhadores e as próprias empresas. 

7. Além de efeitos ao nível do investimento publicitário, cuja intensidade depende da saúde da economia, são de recear descidas mais severas na compra de publicações periódicas e nas assinaturas de serviços de televisão por cabo, com consequências graves na saúde das empresas do sector e na saúde da democracia. 

8. De facto, a informação como bem público deve ser protegida com esforço acrescido e grande coragem, exigíveis tanto ao Estado como à iniciativa privada, seja na defesa e até reforço dos órgãos de comunicação social por quem os detém, seja no incentivo ao investimento publicitário e à compra de publicações periódicas. 

9. É precisamente em alturas de crise que os meios de comunicação social são especialmente desafiados a demonstrar a sua utilidade e a sua contribuição para a discussão das suas causas e consequências, bem como das soluções e alternativas: só sociedades bem informadas podem vencer as dificuldades. 

10. Nesse sentido, o que se exige hoje é a aposta na efectiva valorização da missão dos media e dos jornalistas, reforçando o seu papel de alavanca do progresso económico, social, cultural e educativo. 

11. Num momento de sérias dificuldades para o país, o Sindicato dos Jornalistas apela à unidade da classe e exorta todos os camaradas a tomadas de posição, claras e inequívocas, contra medidas que agravam ainda mais as condições de vida de inúmeros profissionais do sector da comunicação social. 

Lisboa, 14 de Outubro de 2011 

A Direcção
publicado por Helder Robalo às 16:38

29
Set 11

Numa altura em que tanto se tem dito aqui que é preciso fazermos alguma coisa, por que não começar por aqui, por exemplo?

A Direcção do Sindicato dos Jornalistas apela à participação dos jornalistas nas manifestações contra o empobrecimento e as injustiças convocadas para o próximo sábado, dia 1 de Outubro, em Lisboa e Porto.


É NECESSÁRIO DIZER BASTA! 

JORNALISTAS NAS MANIFESTAÇÕES DE 1 DE OUTUBRO 

O Governo decidiu tirar-nos uma parte do subsídio de Natal, aumentar mais os impostos sobre bens e serviços essenciais, subir as taxas moderadoras e os preços dos transportes, agravando o custo de vida. Com a perspectiva de que tudo ficará ainda pior no próximo ano, com a mais que certa alteração dos escalões de IVA. 

O Governo prepara despedimentos fáceis e baratos, ameaçando mesmo liberalizá-los e torná-los arbitrários, diminui a protecção no desemprego e reduz nas prestações sociais. 

O Governo prepara privatizações – incluindo de canais da RTP e da parte do Estado na agência Lusa – prejudiciais ao interesse nacional e contra os direitos dos cidadãos. 

As decisões tomadas e anunciadas pelo Governo agravam a recessão económica, as desigualdades, o desemprego e a precariedade. 

As medidas de austeridade que continuam a ser impostas aos portugueses não só não resolvem os problemas económicos do país como aprofundam as injustiças e atacam o Estado-Social. 

Os sucessivos sacrifícios impostos aos trabalhadores têm provocado uma constante redução do poder de compra dos salários e das pensões. 

É NECESSÁRIO DIZER BASTA! 

Por isso, o Sindicato apela aos jornalistas para que participem nas manifestações contra “o empobrecimento e as injustiças” que se realizam sábado, às 15 horas, em Lisboa (Praça do Saldanha/Praça dos Restauradores) e no Porto (Praça dos Leões/Praça da Batalha). 

Esta luta é de todos – também é nossa! 

Vamos para a rua defender o emprego, os salários, as pensões e os direitos sociais e laborais. 

Lisboa, 29 de Setembro de 2011 

A Direcção do Sindicato dos Jornalistas

publicado por Helder Robalo às 18:13

20
Ago 11

É com uma dor na alma que continuo a ver as fotografias de grandes repórteres fotográficos publicadas apenas em... blogues. Anda este país a dormir?

publicado por Helder Robalo às 00:10
Averbamentos: ,

05
Ago 11

Caríssimos amigos,

 

Vimos por este meio dar conta do programa das Festas de Verão 2011, em Aldeia de Santa Margarida.

Assim, as festas em honra de Santo António, São Sebastião e Santa Margarida, que se realizam entre 12 e 15 de Agosto, têm este ano o seguinte programa:

 

SEXTA-FEIRA – 12

 

16.00H ABERTURA DAS FESTAS COM A APARELHAGEM ROBALO DAS ARANHAS

21.00H ACTUAÇÃO DO GRUPO DE CANTARES DE ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

22.00H ACTUAÇÃO DA BANDA PELES VERMELHAS

 

SÁBADO – 13

08.00H ARRUADA COM O GRUPO DE BOMBOS OS TAPORI A BOMBAR

16.00H CONTINUAÇÃO DOS FESTEJOS COM A APARELHAGEM ROBALO DAS ARANHAS

18.00H GARRAIADA A CARGO DA GANADARIA JOAQUIM ANTUNES GONÇALVES

22.00H ACTUAÇÃO DA BANDA MUSICA & SOM

01.00H ACTUAÇÃO DO ARTISTA INTERNACIONAL MIKKEL SOLNADO

 

DOMINGO – 14

07.00H ALVORADA A CARGO DA FÁBRICA DE FOGOS DE ARTIFÍCIO DO BOMBARRAL

07.30H ACTUAÇÃO DA BANDA FILARMÓNICA DE IDANHA A NOVA

16.00H CONTINUAÇÃO DOS FESTEJOS COM A APARELHAGEM ROBALO DAS ARANHAS

18.00H GARRAIADA A CARGO DA GANADARIA JOAQUIM ANTUNES GONÇALVES

21.00H ACTUAÇÃO DA GRUPO DE CANTARES TRADICIONAIS DE IDANHA A NOVA CIRANDA

22.00H ACTUAÇÃO DA BANDA VIA SATÉLITE

02.00H GRANDE ESPECTÁCULO PIROTÉCNICO A CARGO DA FÁBRICA DE FOGOS DE ARTIFÍCIO DO BOMBARRAL

 

SEGUNDA-FEIRA – 15

16.00H ABERTURA DAS FESTAS COM A APARELHAGEM ROBALO DAS ARANHAS

21.00H ACTUAÇÃO DO GRUPO TOP5

06.00H ENCERRAMENTO DOS FESTEJOS

 

TERÇA-FEIRA – 16

18.00H TRADICIONAL JOGO DE FUTEBOL SOLTEIROS VS CASADOS

 

 

PROGRAMA RELIGIOSO

7 Agosto Domingo

17.30H Adoração ao Santíssimo Sacramento

 

12 Agosto Sexta-Feira

15.00H Missa

16.00H Confissões

17.00H Ensaios dos Cânticos

 

14 Agosto Domingo

11.30H Eucaristia

 

15 Agosto Segunda-Feira

10.00H Eucaristia

 

publicado por Helder Robalo às 20:36
Averbamentos:

15
Jul 11

15072011180.jpg

Uma grandes potencialidades que muitas vezes são atribuídas aos portugueses é a sua capacidade de inovar, de empreender novos negócios.

Ao longo dos séculos são muitas as histórias de inovações desenvolvidas pelos portugueses.

Ora os portugueses da actualidade não querem deixar os créditos por mãos alheias. Face à crise e à dificuldade de financiamento para grandes projectos tecnológicos, por que não investir em reaproveitamentos de meios já existentes? Como este jovem portuense. Pega-se num triciclo velho, tira-se o assento, adapta-se uma caixa de plástico e um cabo para puxar o novo veículo e eis que temos mais uma inovação :)

publicado por Helder Robalo às 10:45
Averbamentos:

11
Jul 11

Incomoda-me um pouco ler os comentários às notícias em linha nos inúmeros sítios de órgãos de comunicação social.

Para muita gente, aparentemente, uma opinião só é válida se imposta à custa de insultos, agressões verbais e lançamento de suspeitas sobre tudo e sobre todos. Esta facilidade de insultos transportou-se, também, para as redes sociais. Basta abrir os comentários sobre um texto mais "duro" para alguém e logo aparece o rol de insultos.

Costuma dizer-se que o 25 de Abril foi óptimo porque permitiu a todos dizerem o que pensam. O problema é que abriu também a porta à má-educação e consagrou, quase constitucionalmente, o direito ao disparate.

Será este o reflexo de toda uma sociedade? E até quando vai durar? Até ao dia em que alguém se senta em tribunal pelos insultos proferidos e suspeições levantadas em espaços públicos?

publicado por Helder Robalo às 10:29
Averbamentos: ,

26
Abr 11

Julgava que tinha o mundo na palma da mão quando, por momentos, abria o computador e, em meia dúzia de cliques, sabia imediatamente o que se estava a passar em Beirute, Lima ou Toronto. A partir do Porto, sentado na secretária, julgava tudo saber sobre tudo. Escrevia dez mil caracteres em meia hora e despachava quatro ou cinco emails enquanto o diabo pensava que se calhar devia coçar um olho. Um dia faltou-lhe a luz por meia hora. Suicidou-se por ter ficado sem saber, na hora, que uma borboleta batera as asas na China e que uma pinguim dera à luz em pleno jardim zoológico. "O mundo não espera por nós", dizia montado no alto da mulher do asno, que hoje nem tinha culpa de nada. Entretanto não aguentara mais o silêncio do mundo e enforcou-se com um cabo de fibra óptica roubado a uma rede agora sem fios.

publicado por Helder Robalo às 23:13
Averbamentos:

... e, no entanto, continuamos a ter medo de dizer o que pensamos com medo que alguém nos denuncie. Continuamos a ter medo de agir como achamos que devemos agir, com medo de ser prejudicados. Continuamos a ter medo de dizer basta com medo que nos digam basta a nós e nos acertem com um real pontapé nos fundilhos das calças.

 

Houve Abril?

publicado por Helder Robalo às 15:06
Averbamentos:

09
Mar 11

São duas espécies que não se dão. Se a segunda se abate sobre a primeira, mesmo que seja atirada por ela mesma, logo chove um coro de acusações de invejas e dor de cotovelo. O bom é sempre o "eu" e o mau são todos os "outros".

Às vezes falta é um pequeno dobrar de pescoço para olhar para o umbigo e constatar que para lá dele existe mundo e que ele, o umbigo, não é o centro do universo.

publicado por Helder Robalo às 17:56
Averbamentos: ,

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


comentários recentes
Não descontassem no salário e a adesão era bem mai...
Claro que aprovaria. Isto de decidir conforme os v...
o teu blog é muito bom vem visitar o meu
Fernando,Convido-o a visitar este meu outro espaço...
Obrigado :)
Parabéns pelo destaque :)
A cultura deve ser preservada a todo o custo. Por ...
Caro Pedro, obrigado pelo aviso e pelo destaque.Ab...
Mas se ao invés de o bloqueio ser não abastecer ne...
Bom dia,O Bloco de Averbamentos está em destaque n...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO