Averbamento (s. m.): Acto ou efeito de averbar; Nota lançada à margem de um título ou registo; Registo.

03
Mar 11

Já passou um ano desde o arranque deste bloco. Mas hoje, como então, mantenho o que disse:

 

Este é um espaço que, sendo meu, é para todos.

 

Aqui assentam-se pensamentos, ideias, reflexões e constatações de um dia-a-dia que, no entanto, não terá a ambição de ser diário! Pequenas notas sobre tudo. E sobre nada.

 

Procura-se pensar e fazer pensar. Debater ideias. Analisar pontos de vista e chegar a entendimentos. Embora não necessariamente a concordâncias.

 

Está aberto o Bloco de Averbamentos.

publicado por Helder Robalo às 01:01
Averbamentos:

24
Fev 11

Hoje este modesto espaço está em destaque nos blogues do Sapo.

 

Sejam todos bem vindos a esta modesta casa e estejam à vontade para visitar todos os cantos.

 

E um grande bem haja ao pessoal do Sapo pelo destaque.

publicado por Helder Robalo às 16:19
Averbamentos:

10
Fev 11

Hoje, momentaneamente, estou no Delito de Opinião, a convite do Pedro Correia.

publicado por Helder Robalo às 12:59
Averbamentos:

05
Fev 11

Fez hoje dez anos que entrei numa redacção de um jornal pela primeira vez na minha vida. Fui estagiar para o DN e por lá fiquei. Não me arrependo. Aprendi muito como pessoa e como profissional. Trabalhei com grandes camaradas - mesmo que a distância entre o Porto e Lisboa seja enorme. Recordo o António Castro, o meu primeiro chefe no DN, no Desporto. O José David Lopes, com quem ainda trabalhei uns anos. Tal como o Faria Artur, a Feliciana e uma pessoa que ainda lá está e que foi provavelmente o meu melhor editor de sempre: o Vítor Martins, na Economia. Profissionais com P grande. Recordo ainda o Helder Bastos, meu primeiro chefe, a par do Castro, mas na redacção do Porto e que muito fez por mim.
Mas confesso que cada vez mais olho com maior tristeza para esta profissão que perde os seus princípios a cada dia que passa, que se descaracteriza, que se vulgariza. Que não percebe para onde quer ir.
Como me dizia há pouco uma camarada: Olha, bardamerda pra isto...

publicado por Helder Robalo às 23:24
Averbamentos:

18
Jan 11

A verdade é que o maior não é a indignação do povo. Maior é o número daqueles que acham que os dirigentes sindicais, por serem dirigentes sindicais, deveriam era ter apanhado mais. E ser maior o número de detidos. E isso, para mim, diz muito da cultura democrática de um povo que se diz amante da liberdade.

publicado por Helder Robalo às 22:03
Averbamentos: , ,

Tenho repetido muitas vezes que eu nem por mim ponho as mãos no fogo, quanto mais pelos outros. Um dia ouvi de resposta: "eh pá, por mim ainda ponho...". Quem assim me respondeu ontem, ao telefone, sobre um assunto que nada tinha a ver com nenhum dos dois, dizia-me "a verdade é que não posso garantir que uns destes dias não me dá uma coisa má e perco a cabeça". "Nem por ti metes as mãos no fogo?". "Não, tens razão, nem por mim meto".

Começo a achar se tudo isto não tem a ver com as supostas mudanças do zodíaco e o aparecimento de um aterrador 13.º signo.

publicado por Helder Robalo às 20:18
Averbamentos:

14
Jan 11

Chegou a casa há pouco mais de uma semana, já reina na sala e provou que tem personalidade forte. Fios por perto têm de ser muito bem protegidos para não serem cortados a meio. E as portas, que foram feitas para estar abertas, claro está, são roídas se tiverem o desplante de estar fechadas e assim tentarem travar o seu passeio. Sim, os dentes crescem e é preciso apará-los, portanto, nada melhor do que um bom rodapé de madeira para roer e desgastar as dentolas. Mas umas cenouras, uma maçã ou pedaço do leito de raspas de madeira também servem.

No meio disto tudo a cadela é que não vai achando grande piada e, entre dois ou três latidos, já procurou explicar que ela estava lá à mais tempo e que, portanto, o primeiro mimo do dia tem de ser para ela. "Vamos lá meter a bicharada na ordem", deve latir ela.

Isto, no fundo, é tudo uma questão de luta pelo poder. Do reino dos quadrúpedes, claro.

publicado por Helder Robalo às 11:53
Averbamentos:

25
Nov 10

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) considera positiva a participação dos jornalistas na Greve Geral, e saúda a classe e todos os trabalhadores pela jornada de luta realizada em unidade.

Mais informações no sítio do Sindicato dos Jornalistas.

publicado por Helder Robalo às 09:22

24
Nov 10

publicado por Helder Robalo às 00:00

12
Out 10
Jornalistas e outros trabalhadores ao serviço da Agência Lusa decidiram hoje, em plenário realizado à porta da empresa, marcar uma greve para dia 24 de Novembro, coincidindo com a greve geral, como forma de repúdio pelo corte nos salários que o Governo lhes pretender impor e contra a política de gestão da empresa que tem acentuado as desigualdades entre os trabalhadores.
Na resolução aprovada no plenário, e que a seguir se transcreve na íntegra, os trabalhadores reclamam uma "inflexão na política de gestão financeira da empresa" e uma "gestão de recursos humanos que progressivamente corrija as desigualdades remuneratórias introduzidas na Lusa nos últimos quatro anos", bem como o "cumprimento rigoroso das regras laborais consagradas no Acordo de Empresa e no Código de Trabalho".

Os trabalhadores da agência Lusa, reunidos em plenário, aprovaram a seguinte Resolução

Considerando que:

1 – Entre 2000 e 2010 os aumentos acumulados da tabela salarial da Lusa totalizaram 26,5% e a inflação acumulada atingiu 31,4%, o que se traduziu numa perda real de 3,7% do poder de compra naquele período.

2 – Esta redução de poder de compra dos salários vem a par com a introdução na agência de grandes disparidades remuneratórias a partir de meados de 2006.

3 - A administração, após ter feito uma avultada distribuição de dividendos este ano e apesar de ter orçamentado para 2010 um aumento de 7,7% nos custos salariais, recusou qualquer aumento aos trabalhadores e continuou intransigente face apelo do conciliador do Ministério do Trabalho para um acordo na base de 1% de aumento nominal dos salários.

A única contenção de gastos que é visível na empresa diz respeito aos aumentos salariais.

4 – As recentes medidas anunciadas pelo governo, além de acentuarem a degradação das condições de vida que se vem verificando nos últimos anos com o aumento de impostos e congelamento de salários, representam uma ameaça acrescida para os trabalhadores da Lusa que estão confrontados com cortes nos salários, ao mesmo tempo que vêem reduzidas comparticipações sociais como o abono de família, pensões de reforma, medicamentos e outras.

Os trabalhadores da Lusa reunidos em Plenário no dia 12 de Outubro de 2010, reclamam:

1 – Uma inflexão na política de gestão financeira da empresa no sentido de uma gestão mais prudente e equilibrada, que salvaguarde a estabilidade financeira da Lusa.

2- Uma gestão de recursos humanos que progressivamente corrija as desigualdades remuneratórias introduzidas na Lusa nos últimos quatro anos.

3 – O cumprimento rigoroso das regras laborais consagradas no Acordo de Empresa e no Código de Trabalho

E decidem:

Marcar uma greve de para dia 24 de Novembro, coincidindo com a greve geral já anunciada, de repúdio pelo anunciado corte nos salários imposto pelo governo e pela política de gestão da empresa que tem acentuado as desigualdades entre os trabalhadores, assim como, outras formas de luta a definir para o mesmo dia.

Sindicato dos Jornalistas e Sindicato dos Gráficos e Imprensa.

Lisboa, 12 de Outubro 2010

 

publicado por Helder Robalo às 16:14

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


comentários recentes
Não descontassem no salário e a adesão era bem mai...
Claro que aprovaria. Isto de decidir conforme os v...
o teu blog é muito bom vem visitar o meu
Fernando,Convido-o a visitar este meu outro espaço...
Obrigado :)
Parabéns pelo destaque :)
A cultura deve ser preservada a todo o custo. Por ...
Caro Pedro, obrigado pelo aviso e pelo destaque.Ab...
Mas se ao invés de o bloqueio ser não abastecer ne...
Bom dia,O Bloco de Averbamentos está em destaque n...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

9 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO